Notícias









O que é RSS?

postado em 7 de set de 2011 09:45 por Portal OBrasill



RSS é um subconjunto de "dialectos" XML que servem para agregar conteúdo ou "Web syndication", podendo ser acedido mediante programas ou sites agregadores.

A tecnologia do RSS permite aos usuários da internet se inscreverem em sites que fornecem "feeds" (fontes) RSS. Estes são tipicamente sites que mudam ou atualizam o seu conteúdo regularmente. Para isso, são utilizados Feeds RSS que recebem estas atualizações. Desta maneira o usuário pode permanecer informado de diversas atualizações em diversos sites sem precisar visitá-los um a um.

Os feeds RSS oferecem conteúdo Web ou resumos de conteúdo juntamente com os links para as versões completas deste conteúdo e outros metadados. Esta informação é entregue como um arquivo XML chamado "RSS feed", "webfeed", "Atom" ou ainda canal RSS.


Usos

O RSS é amplamente utilizado pela comunidade dos blogs para compartilhar as suas últimas novidades ou textos completos e até mesmo arquivos multimídia. No ano 2000, o uso do RSS difundiu-se para as maiores empresas de notícias como a Reuters, CNN, e a BBC. Estas empresas permitiam que outros websites incorporassem suas notícias e resumos através de vários acordos de uso. O RSS é usado agora para muitos propósitos, incluindo marketing, bug-reports, e qualquer outra atividade que envolva atualização ou publicação constante de conteúdos. Hoje em dia é comum encontrar feeds RSS nos maiores web sites e também em alguns pequenos.

Um tipo de programa conhecido como "feed reader" ou agregador pode verificar páginas habilitadas para RSS para os seus usuários e informar atualizações. Estas aplicações são tipicamente construídas como programas independentes ou como extensões de navegadores ou programas de correio eletrônico. Estes programas estão disponíveis para vários sistemas operacionais, inclusive existindo versões para web destes programas.

Os leitores RSS para web não requerem nenhum software e trazem os feeds dos usuários para qualquer computador com acesso web disponível. Alguns agregadores combinam feeds RSS entre outros feeds. Por exemplo: agregando diversos itens relativos a futebol de diversos feeds de desportos e criando então um novo feed de futebol.

Nas páginas web os feeds RSS são tipicamente indicados por um retângulo laranja, com as letras XML ou RSS.

Funcionamento e atualização

De uma maneira geral, permite o recebimento rápido de notícias ou informações, sincronizadas com os respectivos fornecedores de conteúdo, de maneira rápida, uma vez que o formato dos dados se restringe a texto simples.

Serve para receber uma lista de atualizações dos sites escolhidos, no momento em que elas ocorram. Muito usado em sites de notícias, sites de previsão do tempo, informações sobre o trânsito, informações econômicas, blogs e demais sites cujo conteúdo é sempre atualizado. O Gmail (Serviço de e-mail do Google) também utiliza RSS no seu mecanismo.

Leitores de RSS

Para fazer o uso de RSS, existem dois esquemas

* O primeiro seria fazer o uso de um programa cliente também denominado de agregador. Nele são incluídos os RSS que o usuário deseja acompanhar

* O segundo meio é fazer um cadastramento em sites específicos e neles incluir os RSS que deseja acompanhar. São agregadores via navegador ou browser. Agregam RSS remotamente.

A maioria dos navegadores já apresentam a possibilidade de agregar RSS no próprio software. Geralmente não apresentam tantas funcionalidades disponíveis como os outros agregadores.




Lista de alguns softwares agregadores de conteúdo:

* Google Reader

* Akregator

* RSS Owl

* FeedReader

* Active Web Reader

* Pluck RSS Reader

* RSS Bandit

* Blam Feed Reader

* ThinFeeder

* NewzJournal

* Liferea

Lista de agregadores via browser

Alguns navegadores de Internet também conseguem interpretar devidamente os arquivos XML.

* Firefox

* Mozilla

* Opera

* Safari

* Internet Explorer 7

A vantagem dos serviços remotos é que de qualquer computador com acesso a internet, o usuário terá acesso a todos os feeds cadastrados, sem precisar instalar um software em cada computador que você utiliza, e em todos deles cadastrar cada feed que deseja acompanhar.

Os principais serviços de agregador são:

* Google Reader

* Página Inicial Personalizada do Google para o Brasil

* Página Inicial Personalizada do Google para Portugal

Como funciona

No arquivo RSS são incluídas informações como título, página (endereço exato de onde há algo novo), descrição da alteração, data, autor, etc, de todas as últimas atualizações do site ao qual ele está agregado. De poucos em poucos minutos o arquivo RSS é atualizado mostrando as alterações recentes. O RSS é um formato padronizado mundialmente, que funciona sob a linguagem XML (Extensible Markup Language), e é usado para compartilhar conteúdo Web. Ele permite, por exemplo, que o administrador de um site de notícias crie um arquivo XML com as últimas manchetes publicadas, a fim de compartilhá-las mais rapidamente com seus leitores. Este arquivo poderá ser lido através de qualquer ferramenta que seja capaz de entender o formato XML do RSS.

RDF Site Summary, a primeira versão do RSS foi criada por Dan Libby da Netscape em março de 1999 para uso no portal "My Netscape". Esta versão ficou conhecida como RSS 0.9. Em julho de 1999, em resposta a comentários e sugestões, Libby produziu um protótipo chamado RSS 0.91 (com RSS significando Rich Site Summary), simplificando também o formato.

O RSS (Really Simple Syndication) é um descendente do RDF (Resource Description Framework) e segue as definições da W3C para o RDF, que é descendente do XML

Sugestão OBrasill.com

Para quem acessa a internet em vários computadores indicamos o Google Reader (www.google.com.br/reader/). É um serviço gratuito e você pode acessar os seu feeds RSS de qualquer lugar. Basta criar uma conta Google ou acessar o serviço utilizando o seu Gmail.


Fonte: Wikipédia (http://pt.wikipedia.org/wiki/RSS)

Profissões - Tecnologia em banco de dados

postado em 7 de set de 2011 09:41 por Portal OBrasill



Com o crescimento das empresas e de seus ambientes operacionais, a contratação e retenção de bons profissionais especializados na administração de grandes bancos de dados vem se tornando uma preocupação para os Diretores de T.I. Nesse contexto surge o curso de graduação em Tecnologia em Banco de Dados,que dura entre 2 e 3 anos e já está bem difundido entre as universidades e faculdades do país.

O técnico em banco de dados é uma profissão antiga, complexa e restrita a alguns analistas de sistema, porém, pouco conhecida até algum tempo atrás. O termo "DBA" que significa "Database Administrator", é o profissional que atua nessa profissão que também pode receber outras denominações dependendo do grau de conhecimento e tempo na área. Veja alguns exemplos:

  • DBA JR. => profissionais que possuem em média dois anos de experiência com banco de dados.
  • DBA PLENO => colaboradores com essa denominação possuem em média de dois a cinco anos de experiência em banco de dados.
  • DBA SR.(SENIOR) => profissionais com mais de cinco anos de experiência, geralmente são consultores e atuam de forma independente em empresas próprias e/ou em consultorias.
  • RACDBA => (Cluster Database Administrator) termo utilizado para profissionais que trabalham em ambientes clusterizados.
  • RACHADBA => denominação utilizada para profissionais que também trabalham em ambientes clusterizados. No entanto, estes são responsáveis por montar clusters de backup ou sites de backup, dependendo da configuração do site primário.



O DAB tem muitas responsabilidades, muitas delas são de vital importância para a continuação dos serviços de qualquer empresa. As responsabilidades do DBA podem aumentar ou diminuir dependendo da empresa em que o mesmo atua. Contudo, algumas são obrigatórias, como por exemplo: evitar a corrupção de dados; evitar parada do banco de dados; criar e administrar backups do banco de dados e do Sistema operacional, dependendo do tipo de backup; evitar corrupções de backup; ser responsável pela segurança dos dados; evitar problemas de Performance, que sejam causadas por hardware, consultas SQL mal escritas e/ou problemas com topologia de rede; calcular a expansão do ambiente (HARDWARE + STORAGE) e evitar desuso indevido por parte das aplicações no banco de dados que oneram recursos no sistema de armazenamento; aplicar atualizações no banco de dados; modelar o banco de dados; modelar o fluxo de trabalho das rotinas geradas no banco pelas aplicações. (fluxograma de trabalho); migração de ambientes operacionais: versões de software de banco de dados e/ou arquitetura do ambiente de hardware.

Para tornar-se um bom DBA são necessários conhecimentos avançados em SQL, SHEL SCRIPT, PERL, UML, TOPOLOGIA DE REDES COMPUTADORES, FIREWALLS, SISTEMAS OPERACIONAIS, HARDWARE E STORAGE.A falta de domínio em alguns desses temas poderá trazer conseqüências graves para o profissional e para a sua empresa.


Fonte: wikipedia.org

Informações básicas sobre hospedagem de sites

postado em 7 de set de 2011 09:36 por Portal OBrasill



As informações a sequir não destinadas a aqueles(as) que desejam possuir um site com domínio próprio e não possui experiência na área. Ter um site próprio é fundamental para quem quer divulgar o seu negócio e muito útil para quem busca uma fonte de renda extra com a venda de espaço para publicidade. Ler bastante e comparar os serviços das inúmeras empresas de hospedagem é indispensãvel para evitar futuros transtornos. Por isso, visite os sites das empresas, leia o contrato com atenção e tome cuidado para não cair naquelas promoções espetaculares ou então pagar caro por um serviço que poderia ser obtido de forma mais barata e com a mesma qualidade. As opções são muitas, é só pesquisar. Boa sorte e bom trabalho!

Pré-requisitos

Para acessar um site geralmente é necessário um domínio, alguns provedores disponibilizam um subdomínio gratuitamente, mas o ideal é registrar um domínio, o que pode ser feito no http://registro.br para domínios com final .br ou em empresas específicas que registram domínios internacionais. Alguns provedores oferecem também o serviço de registro de domínios.

Há também a possibilidade de registrar um domínio internacional (.com. por exemplo). Para quem deseja utilizar o serviço Google Apps, a Google oferece o serviço de registro de domínio no Enon por US$ 10,00 anuais (uma taxa bem competitiva).


Limites

Os provedores de hospedagem delimitam três recursos principais para cada conta de hospedagem disponibilizada.

Um detalhe importante é que o limite de transferência e armazenamento é medido em Megabyte (MB) ou em Gigabyte (GB), sendo que em alguns provedores a quantia em GB é igual a 1000 MB e não a 1024, deve-se, portanto, verificar o contrato para saber qual a taxa correta.


Transferência mensal

A transferência mensal é medida em MB ou em GB. A transferência mede tanto a quantidade de dados transferido do servidor para os visitantes do site quanto dos visitantes para o servidor de hospedagem. Muitos provedores de hospedagem também contam na taxa de transferência o tráfego de e-mail (SMTP, POP3), FTP, entre outros protocolos. Deve-se observar o contrato para verificar o que é contado em cada caso.

Essa taxa é reiniciada no primeiro segundo de cada mês e geralmente os painéis de controle permitem obter um extrato de quanto está sendo utilizado para o mês corrente.


Armazenamento em disco

O armazenamento em disco é a quantidade de dados medida em MB que se pode armazenar no disco rígido do servidor. Alguns provedores contam todos os dados armazenados na área de FTP apenas, outros também contam o limite de banco de dados, e-mails e até logs de acesso. A resposta geralmente está no contrato do serviço.

Outra informação a verificar é se 1 GB = 1024 MB ou 1 GB = 1000 MB, muitas vezes isso é definido no contrato. Geralmente as empresas utilizam 1 GB = 1000 MB para facilitar os cálculos.


Quantidade de domínios

O padrão de mercado é um domínio por conta de hospedagem, no entanto, alguns provedores disponibilizam mais de um domínio por conta. A disponibilização de mais de um domínio não significa que poderá ter dois ou mais sites em uma só conta, mas que dois ou mais domínios poderão responder para um mesmo site, um mesmo conteúdo.






Serviços essenciais

Um site tipicamente precisa:


* um servidor para o protocolo HTTP, como o Apache ou o IIS

* serviço de e-mail, com SMTP, POP3 e talvez IMAP

* serviço de DNS para resolução de hostnames em IPs

* serviço de publicação, provavelmente pelo protocolo FTP

* estatísticas gráficas, que são softwares que processam os logs do servidor HTTP. Os mais comuns são o AWStats e o Webalizer


Publicação

Quem contrata a hospedagem de sites deve enviar seu site ao servidor. O envio do site se dá tipicamente através de FTP ou por uma interface web através da qual pode-se efetuar o upload de arquivos tal qual inserir anexos num webmail.

Outras formas de publicação: SSH e Front Page.


Linguagem de programação

Apesar de o padrão de um site na web ser a linguagem HTML, existem outras linguagens que podem pré-processar o HTML e modificá-lo de forma dinâmica.

As linguagens de programação mais comuns para web são PHP, ASP, plataforma ASP.NET, Perl, JSP, Ruby/Ruby on Rails, Python. Através destas linguagens o conteúdo do site pode ser armazenado em um banco de dados.


Bancos de dados

Os banco de dados mais comuns para web são mySQL, Access, PostgreSQL, SQL Server e Firebird. Os bancos de dados devem ser acessados através de uma linguagem de programação.


Serviço de e-mail

O serviço de e-mail é composto por um protocolo de recebimento e envio de e-mails entre servidores de e-mail, o protocolo SMTP e um protocolo de download de e-mails para os usuários, tal qual o POP3 e IMAP. A maioria dos provedores de hospedagem oferecem também uma página para leitura de e-mails através do navegador, ou seja, um Webmail.

Para os usuários do Google Apps, a página de leitura de e-mails é a mesma do Gmail, com algumas personalizações.

As caixas postais utilizam o formato email@seudominio.com.br, sendo que cada provedor de hospedagem oferece planos com uma quantia de caixas postais, alguns com um número ilimitado de e-mails. Alguns provedores delimitam um espaço em disco para cada caixa postal, outros não limitam esse espaço, mas esse espaço conta na quantia global que se pode utilizar de espaço em disco.

No Google Apps o espaço disponível é o mesmo do Gmail (mais de 6,7Gb, crescente) e inicialmente o número de contas disponíveis por domínio é de 200 para os planos gratuitos. Porém pode-se solicitar mais contas.

Um recurso muito interessante de e-mail é o chamado apelido de e-mail ou alias de e-mail, que é um outro endereço pelo qual cada caixa postal também recebe e-mails. Exemplo: você possui a caixa postal email@seudominio.com.br e deseja que os e-mails enviados para outro_email@seudominio.com.br cheguem na caixa postal email@seudominio.com.br. Assim, a caixa postal outro_email@seudominio.com.br é um apelido de e-mail para email@seudominio.com.br. Esse recurso está disponível no Apps.


Gerenciamento da área de hospedagem

O gerenciamento do serviço tipicamente ocorre através de um painel de controle, onde podem ser criados e-mails, alterar senhas e todas as tarefas administrativas necessárias. Existem vários tipos de painéis de controle, sendo os mais comuns o cPanel, o Plesk e o HELM. Alguns provedores de hospedagem, no entanto, possuem um painel de controle próprio, caso do Apps.



Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hospedagem_de_sites. 

Programas de afiliados - Veja algumas opções para você gerar receita com seu site

postado em 7 de set de 2011 09:26 por Portal OBrasill



1. Google Adsense - O mais utilizado. Paga por cada clique que os usuários do site fazem expontaneamente nos anúncios exibidos em cada página. Para aqueles que utilizam a opção Adsense para Pesquisa em seu site, há também os ganhos referentes aos cliques nos Links Patrocinados que aparecem no resultado da pesquisa. Umas das vantagens desse programa de afiliados é que os anúncios apresentam-se contextualizados com o conteúdo da página (Adsense para Conteúdo) ou com o tema pesquisado (Adsense para Pesquisa), o que aumenta a chance do usuário clicar no anúncio e o pagamento é feito em Dolar (se estiver em alta é bom). 

2. Afiliados UOL - Uma boa alternativa. Para aqueles que não podem ou não querem utilizar o Google Adsense essa é uma boa opção. O formato dos anúncios é bem semelhante aos do Adsense, por isso não é permitido (de acordo com as normas do Adsense) utilizar os dois programas simultaneamente. Para as pessoas que possuem conteúdo adulto essa é uma excelente opção. Existe a opção de selecionar a categoria de anúncios que será exibida, permitindo uma certa contextualização. Também paga por clique ou quando o usuário contrata um serviço do UOL a partir do site afiliado. Possui um formato semelhante Adsense (UOL Links Patrocinados) e um formato um pouco diferente em que são exibidos imagens e um pequeno texto sobre um determinado produto e o ganho vem quando o usuário entra nas lojas que oferecem o produto (Shoping UOL).

3. Buscapé & Bondfaro - Comparação de preços. Semelhante ao Shoping UOL. Um programa muito utilizado. O site afiliado coloca banners ou links para páginas de comparação de preços de um determinado produto e ganha quando o usuário entra na loja para obter mais detalhes ou comprar o produto. Entre os programas que pagam quando o usuário entra na loja anunciante, este é o que dá a maior remuneração por clique.



4. Jacotei - Outra opção de comparação de preços. O funcionamento é semehante ao anterior. Embora o valor pago por clique não seja tão alto como o do Buscapé & Bondfaro essa também é uma boa opção.

5. Mercado Livre - Mercado sócios. Paga comissão por venda de algum produto ou inscrição ativa quando o usuários vem a partir de um site afiliado.

6. Submarino - comissão por venda. O submarino também possui um programa de afiliados muito difundido na internet. Entretanto só paga quando o usuário realiza uma compra.

7. Dell Afiliados - comissão por venda. Paga uma taxa fixa mais um percentual do valor do produto adquirido.

8. HOTWords - Semelhante ao Adsense e ao UOL, paga por clique. No entanto o formato dos anúncios não diferente dos demais. Permite contextualização. Faça o seu cadastro gratuitamente abaixo.


9. Globalmedia - paga quando o usuário contrata algum serviço. Você já ganha R$ 10,00 apenas por se cadastrar.


Outros Programas de Afiliados:

. Afilio - Paga por clique nos anúncios

. Zurra - comparação de preços. Paga quando o usuário entra na loja anunciante

. Polishop - Paga comissão por venda. 


Como montar um site no Publisher 2007

postado em 7 de set de 2011 09:18 por Portal OBrasill   [ 7 de set de 2011 09:25 atualizado‎(s)‎ ]



Durante algum tempo eu procurei informações na internet de como montar um site de forma simples para quem tem pouca ou nenhuma experiência na área. Desisti!!! Embora tenha encontrado algumas dicas, nada passo a passo e de forma sistematizada, naquela ocasião eu não tive para onde correr a não ser a aprender sozinho e com os recursos que possuía.

Depois de ter aprendido um pouco, resolvi montar um site para ajudar as pessoas que enfrentam a mesma dificuldade que enfrentei e possibilitá-las a possuir um site próprio para diversão, informação, divulgação ou para ganhar dinheiro mesmo.

Público alvo

Existem outras opções como blogs e assistentes de criação, mas o objetivo aqui é das as informações básicas para criar um site personalizado, um site seu, com o “.com.br” e tudo. As informações contidas neste guia passo a passo destinam-se às pessoas que desejam criar o seu site mas não sabem por onde começar, ou seja, são dicas para iniciantes. Informações sobre como criar sites em PHP, ASP, FLASH, entre outros, não estão contidas nesse texto.

Programa utilizado

Embora sites em html sejam normalmente mais simples, este formato supri as necessidades da maioria das pessoas que estão iniciando. É uma forma mais simples e para a maioria das pessoas não será necessário instalar nenhum programa no computador nem pagar nada. Quase todos os computadores possuem o pacote Microsoft Office® instalado. Para os que possuem a versão 2003 ou superior o programa utilizado vai ser o Microsoft Office Publisher®, ele está junto do Microsoft Office Word®, Microsoft Office Excel® e os demais aplicativos do Microsoft Office®. Para os que possuem a versão Microsoft Office XP® ou anterior poderá utilizar o programa Microsoft Office FrontPage®.

Considerando que muitas pessoas ainda possuem o Microsoft Office 2003®, vamos basear nosso guia no Microsoft Office Publisher®.

Endereço do site e Hospedagem

O Primeiro passo é escolher o tema do seu site (futebol, jogos, emprego, notícias, ou qualquer outro). Antes de começar a montar o seu site é importante você já ter escolhido o nome dele e verificar a sua disponibilidade. Se for utilizar hospedagem gratuita isso é fundamental. Isso será necessário para a configuração dos links do site. 


Criação do site

1º - Depois de escolhido o tema do site, monte o conteúdo de texto e fotos (caso queira) em um editor de texto, como o Microsoft Office Word® ou outro similar. Monte o corpo do texto como se fosse um trabalho escolar dividido por tópicos e subtópicos (preferencialmente), isso ajuda o visitante a localizar a informação desejada no texto e melhora o visual. Além disso, dependendo da extensão de cada tópico ou grupo de tópicos, cada um pode se tornar uma página do seu site. Eu utilizo cada tópico (p. ex. “Como montar um site simples”) como uma página e cada página possui os seus subtópicos (p. ex. “Público alvo”, “Programa utilizado”, e assim por diante). Monte um pequeno texto introdutório para ficar na sua página principal.

2º - Com o corpo do texto montado, é hora de formatá-lo. Escolha as cores, tamanho e tipos de letras. Formate o texto da forma que desejar tomando cuidado para deixar o texto facilmente legível. Tenha em mente como será o plano de fundo do seu site (fundo branco, colorido, imagem, etc...), escolha um cor de texto que dê um bom contraste com o fundo escolhido. Imagens como plano de fundo normalmente geram problemas de contaste com o texto, fica legível em umas partes e ilegível em outras. Nesse caso você pode utilizar uma cor para preenchimento da caixa de texto utilizada.

3º - Conteúdo formatado é hora de montar o site. Abra o Microsoft Office Publisher® e no lado esquerdo escolha a opção “Sites e Email”. O programa vai mostrar vários modelos de sites, escolha um layout das opções de “Sites Rápido” mais adequado pra você. Esse layout pode ser completamente alterado depois em relação à cor, posição do texto, elementos gráficos, etc...Escolhido o layout irá aparecer uma janela com título “Assistente para Criação Rápida de Sites”, clique em cancelar e aparecerá outra janela: “Informações Pessoais”, cancele.

4º - Com o layout aberto exclua tudo aquilo que você não gostou ou não será útil: figuras, caixas de texto desnecessárias... e edite mudando a cor e tamanho dos objetos, caso queira. Na caixa de texto principal cole o texto introdutório ou qualquer outro que você criou para a página inicial. Coloque as fotos nos locais desejados, se for o caso. Clique sobre a imagem adicionada e aparecerá uma barra com o nome “Imagem”, selecione “Compactar Imagens” e escolha a opção de resolução desejada. Quanto menor a resolução, pior fica a qualidade da imagem se ampliada, porém, mais “leve” ela fica. Isso ajuda a deixar a página mais leve e abrir mais rápido. Se você quiser adicionar um texto em um local diferente de onde está localizado a caixa de texto principal, clique em Inserir>Caixa de texto, tem um atalho no lado esquerdo da tela também. Altere o tamanho das caixas de texto como quiser e, se necessário, insira uma cor de preenchimento clicando sobre a caixa com o botão direito do mouse e selecionando a opção “Formatar caixa de texto...”, selecione a cor de preenchimento adequada.

5º - Coloque os links que vc deseja. Se você quer colocar um link para outro site primeiro escolha o elemento que vai ser utilizado para o link, pode ser uma palavra, uma frase, uma figura, etc. Selecione o texto ou figura e clique com o botão direito do mouse. Selecione a opção “Hiperlink...”. Na janela que irá abrir selecione a opção “Página da Web ou arquivo existente” digite o endereço com o qual você quer fazer o link no campo “Endereço” (p. ex. caso queira fazer um link para esse site digitehttp://www.obrasill.com) se você quiser uma página específica do site, encontre o endereço da página que você quer e digite-a no campo “Endereço” (p. ex.http://www.obrasill.com/montarsite)




6º - Configure a sua barra de navegação. No lado esquerdo da sua página tem um botão com o nome “Início”, clique nele e aparecerá um pequeno botão abaixo, clique nele. No lado esquerdo da tela do programa vai surgir as opções para configuração. Selecione uma das opções de botões disponíveis ou permaneça com a mesma. Na parte superior dessa área de configuração há a opção “Adicionar, remover e reordenar links”, clique nela. Nesse momento surge uma janela com os links da sua barra de navegação. Como você só tem um botão na barra, então só vai aparece um link (no caso “Início”). Clique na palavra “Início” e depois em “Modificar Link”. Depois selecione a opção “Página da Web ou arquivo existente” e no campo “Endereço” coloque o endereço do seu site “http://www.seusite.com.br” (é importante que você já tenha o nome do seu site”), ok. Agora é hora de inserir os botões para as demais páginas do seu site. Clique em “Adicionar Link”edepois selecione a opção “Página da Web ou arquivo existente”. Na parte superior da janela no campo “Texto para exibição” digite o título da página desejada (p. ex. Hospedagem) e coloque o endereço dessa página no campo “Endereço” dessa forma: http://www.seusite.com.br/nomedapagina, sem acentos ou “ç” (p.ex.http://www.montarumsite.xpg.com.br/hospedagem), dê Ok. Lembre-se de que você dividiu o seu texto em tópicos e poderá usar cada tópico como uma página. Faça isso para todas as páginas (tópicos) que você escreveu.

7º - Confira se tudo está ok e salve. Você pode visualizar como ficará a página clicando em“Arquivo>Visualizar Página da Web”Como essa é sua página principal, salve-a com o nome index. Para ficar mais organizado crie uma pasta em seu computador específica para isso e salve seu arquivo no formato “Arquivos do Publisher” essa opção já vem automaticamente selecionada no campo “Salvar como tipo:

8º - Na pasta que você criou, abra uma nova pasta com o nome diretórios. Abra seu arquivoindex e clique em Arquivo>Salvar como e selecione no campo “Salvar como tipo:

o formato “Página da Web”. Mantenha o mesmo nome (index) e salve-o na pasta diretórios.Se você abrir essa pasta, encontrará nela uma página da internet com o nome index e uma pasta com o nome index_arquivos. Nesta pasta estão todos os arquivos referentes à sua página: fotos, gráficos e outros arquivos. Pronto, sua página principal está criada!

9º - Agora vamos montar as demais páginas do seu site. Para deixar o seu site padronizado e poupar trabalho, faça uma cópia do seu arquivo index que está no formato “Arquivos do Publisher” e salve-o com o nome da sua próxima página a ser criada (p. ex. hospedagem). Salve com letras minúsculas e sem nenhum acento ou “ç”. Repita essa operação até ter um arquivo para cada uma de suas páginas.

10º - Com essa etapa concluída é só inserir o texto e figuras de cada uma das páginas. Abra o arquivo correspondente e apague o que foi inserido na página principal e não for necessário nesta segunda página que está criando. Obviamente, não apague a barra de navegação. Insira o texto e figuras da página e posicionem-as na forma que deseja. Agora salve, ainda no formato “Arquivos do Publisher”. Depois clique em Arquivo>Salvar como e selecione no campo “Salvar como tipo:” o formato “Página da Web” (continue como mesmo nome, p.ex. hospedagem). Salve esse arquivo na pasta diretórios. Você vai ver que novamente que terá na pasta diretórios uma página da internet com o nome escolhido e uma pastanomeescolhido_arquivos. Repita esse procedimento para cada uma de suas páginas.

Pronto, seu site está criado. Agora e é escolher umas das opções de hospedagem e colocá-lo no ar. Boa sorte!

Espero ter lhe ajudado! Apesar de não ter muita experiência na área, estou à disposição para ajudar no que eu puder.



Conferência Internacional de Cidades Inovadoras 2010

postado em 24 de fev de 2010 17:38 por Fabrício Carvalho   [ 7 de set de 2011 09:02 atualizado‎(s)‎ ]


Conferência Internacional de Cidades Inovadoras 2010

Inovação- C uritiba sedia Conferência Internacional de Cidades Inovadoras

 

Promovida pelo Sistema Fiep, a CICI2010 trará mais de 80 especialistas nacionais e internacionais para debater soluções que promovam a sustentabilidade e a prosperidade econômica e social nas cidades

 

Entre os dias 10 e 13 de março, Curitiba receberá mais de 80 especialistas de todo o mundo que irão debater caminhos para a construção de realidades urbanas mais inovadoras, prósperas e humanizadas. Uma iniciativa do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), a Conferência Internacional de Cidades Inovadoras (CICI2010) trará experiências de sucesso em planejamento urbano, sustentabilidade, mobilidade, gestão e políticas públicas, entre outras, que transformaram cidades em ambientes propícios ao desenvolvimento econômico, social e ambiental.

 

Entre os nomes de peso que participarão da conferência estão Steve Johnson (EUA), autor de seis best-sellers que influenciaram desde ações de planejamento urbano até a luta contra o terrorismo; Pierre Lévy (Canadá), filósofo que estuda o conceito de inteligência colet iva; Marc Giget (França), diretor-fundador do Instituto Europeu de Estratégias Criativas e Inovação; Jaime Lerner (Brasil), arquiteto e urbanista, ex-prefeito de Curitiba; Jeff Olson (EUA), arquiteto e urbanista envolvido em projetos que contemplam espaços verdes e meios de transporte alternativos; Marc Weiss (EUA), presidente do Global Urban Development e líder do projeto Climate Prosperity; Clay Shirk (EUA), professor de Efeitos Econômicos e Sociais das Tecnologias da Internet e de New Media na New York University; e o arquiteto Mitsuru Senda (Japão). A lista completa e o currículo dos palestrantes estão no site www.cici2010.org.br.

 

Representantes de mais de 50 cidades, de todos os continentes, já confirmaram presença na CICI2010. O evento acontecerá dentro da área de mais de 80 mil metros quadrados do Cietep, sede da Fiep no Jardim Botânico que tem localização estratégica, com acesso fácil e rápido ao Aeroporto Internacional Afonso Pena e a apenas 5 quilômetros do centro de Curitiba. São esperados cerca de 1.500 inscritos, que participarão de uma série de atividades durante os quatro dias da conferência.

 



“A inovação é o único caminho para construirmos uma sociedade sustentá vel. E para que as empresas brasileiras e todo o País inovem é preciso, antes de tudo, que nossas cidades sejam inovadoras”, afirma o presidente do Sistema Fiep, Rodrigo da Rocha Loures. “A CICI2010 será uma grande oportunidade para que possamos pôr nossas cidades definitivamente na rota da inovação”, acrescenta.

 

Copromovida pelas prefeituras de Curitiba, Lyon (França), Bengaluru (Índia) e Austin (Estados Unidos) e com apoio institucional das Nações Unidas, a conferência é dirigida a empresários, gestores públicos, pesquisadores, estudantes e interessados em inovação. O evento está dividido em quatro grandes temas: “O reflorescimento das cidades”, com experiências de inovações sociais e tecnológicas para a construção de um novo ambiente urbano; “A reinvenção do governo a partir das cidades”, que trará inovações em gestão e experiências de inovações políticas e da cidade como sistema vivo; “A governança do desenvolvimento nas cidades”, uma mostra de experiências de inovações para o desenvolvimento local e apresentação de experiências de inovações para a sustentabilidade; e “Cidade-rede e redes de cidades”, que servirá para a formação do núcleo da Rede de Cidades Inovadoras.

 

Paralelamente à CICI2010 serão realizados outros eventos integrados, c omo a Conferência Internacional sobre Redes Sociais, o 1º Encontro Internacional de Cidades de Médio Porte e o 2º Encontro de Governos Locais da Índia, Brasil e África do Sul. E será lançado o projeto “Curitiba, Cidade Inovadora 2030”, que visa transformar a cidade e sua região metropolitana em um espaço propício à inovação, à educação e ao surgimento de uma indústria mais sustentável.

 

Inscrições – As inscrições para a Conferência Internacional de Cidades Inovadoras podem ser feitas pelo site www.cici2010.org.br. Até 28 de fevereiro, o pacote completo para acompanhar o evento, com acesso liberado a toda a programação da conferência, tem preço promocional de R$ 440,00. Estudantes têm 50% de desconto. Também é possível adquirir pacotes menores, para acompanhar uma ou mais conferências da noite, onde estarão alguns dos principais palestrantes da CICI2010. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito ou depósito bancário.

 

Apoio: Planeta Voluntários



Vaga para dois mil e novecentos monitores do Programa Acessa Escola

postado em 4 de set de 2009 14:33 por Portal OBrasill   [ 4 de set de 2009 14:38 atualizado‎(s)‎ ]


Programa Acessa Escola abre inscrições para 2,9 mil monitores

Estudantes do Ensino Médio de 36 regiões do Estado podem se inscrever para estágio em laboratórios de informática

A Secretaria Estadual da Educação abriu inscrições para 2.929 alunos do Ensino Médio que queiram atuar como monitores nos laboratórios de informática das escolas estaduais por meio do Programa Acessa Escola. As vagas estão distribuídas em 1.041 escolas estaduais de 36 Diretorias de Ensino do Interior de São Paulo (veja relação abaixo). As inscrições vão até o dia 18 de setembro. Podem participar estudantes do Ensino Médio regular do 1º e 2º anos das escolas inseridas no programa, e que tenham CPF. As inscrições custam R$12 e serão feitas somente via internet, pelo site www.fundap.sp.gov.br

Será dada preferência para contratação de alunos da própria escola. No caso de escolas que não tenham candidatos, alunos da unidade mais próxima serão chamados, seguindo ordem de classificação. A carga horária de trabalho será de 4 horas diárias, pela manhã (8h às 12h), tarde (12h às 16h) ou noite (16h às 20h). O contrato de estágio será de até 12 meses, podendo ser prorrogado por até outros 24 meses. Todos os estagiários serão supervisionados por assistentes técnico pedagógicos das Diretorias de Ensino. Os salários serão de R$ 340 mensais mais auxílio-transporte.

O processo seletivo consiste na aplicação de uma prova composta por trinta questões de múltipla escolha. A avaliação está prevista para novembro e os alunos devem começar a trabalhar no início de 2010.

Sobre o Acessa Escola

O Acessa Escola é um projeto inovador da Secretaria de Estado da Educação para manter abertas, durante todo o período de aulas, as salas de informática das escolas estaduais. Todos os estudantes da rede estadual poderão utilizar os laboratórios a qualquer momento, não apenas durante as aulas. O Acessa Escola teve sua primeira fase em 2008, abrangendo 600 escolas da capital. Até março de 2010, a previsão é que atinja 3.527 unidades em todo o Estado.


















































































































Confira a distribuição de vagas abaixo

 

DIRETORIA DE ENSINO

Escolas

Vagas

ADAMANTINA

32

95

ANDRADINA

19

53

APIAI

32

88

ARACATUBA

29

82

ASSIS

37

101

BARRETOS

30

84

BAURU

55

154

BIRIGUI

20

60

CARAGUATATUBA

36

103

CATANDUVA

26

71

FERNANDOPOLIS

23

67

FRANCA

40

107

GUARATINGUETA

67

183

ITAPEVA

21

51

ITARARE

19

57

JABOTICABAL

27

73

JALES

31

93

JOSE BONIFACIO

26

74

LINS

21

63

MARILIA

39

108

MIRACATU

24

68

MIRANTE DO PARANAPANEMA

27

77

OURINHOS

27

78

PENAPOLIS

12

36

PINDAMONHANGABA

28

79

PIRAJU

13

39

PRESIDENTE PRUDENTE

40

110

REGISTRO

30

84

SANTO ANASTACIO

18

52

SAO JOAQUIM DA BARRA

17

46

SAO JOSE DO RIO PRETO

40

112

SERTAOZINHO

25

70

TAQUARITINGA

22

63

TAUBATE

40

105

TUPA

21

63

VOTUPORANGA

27

80




Fonte: educacao.sp.gov.br

Vestibular da UFF - Universidade Federal Fluminense: edital suplementar amplia número de vagas para 2010

postado em 4 de set de 2009 14:28 por Portal OBrasill


A UFF, por meio de edital suplementar, amplia, com mais 80 vagas, o quadro de vagas do concurso Vestibular 2010. O número atualizado é de 6.909 vagas. Foram abertas vagas para o curso de Química (bacharelado e licenciatura), no 2º semestre letivo de 2010, no Polo Universitário de Volta Redonda – 40 para o turno integral e 40 para o noturno.

Os candidatos poderão inscrever-se somente pela internet até às 12 horas do dia 17 de setembro pelo endereço eletrônico www.vestibular.uff.br/2010. Para inscrever-se o candidato deverá informar o número de sua inscrição no Enem 2009.

As provas do Vestibular UFF 2010 serão realizadas nos dias 15 de novembro (1ª etapa) e 20 de dezembro (2ª etapa). No dia 22 de dezembro farão prova de Expressão Plástica apenas os candidatos ao curso de Arquitetura e Urbanismo.

Outras informações poderão ser obtidas pelos telefones (21) 2629-2805 e 2629-2806, pelo email 
coseac06@vm.uff.brou no endereço Av. Visconde de Rio Branco, s/n, Campus do Gragoatá, Bloco C, térreo, São Domingos, Niterói.

Fonte: uff.br


Receita libera dia 8 de setembro consulta ao quarto lote multiexercício do IRPF (exercícios 2008 e 2009) para 381.891 contribuintes

postado em 4 de set de 2009 11:27 por Portal OBrasill


Receita Federal do Brasil abre nesta terça-feira, 8 de setembro, a partir das 9 horas, consulta ao lote multiexercício do Imposto de Renda Pessoa Física 2009 e residual de 2008.

 

Para o exercício de 2009, serão creditadas restituições para um total de 376.500 contribuintes que declararam imposto a restituir, totalizando um montante de R$ 386.488.928,03, já acrescidos da taxa selic de 4,01 % (período de maio a setembro/2009).  Desse montante, 15.088 contribuintes foram priorizados conforme a Lei 10.741/2003 (Estatuto do Idoso), totalizando R$ 33.220.994,93.

 

Com relação ao lote residual do exercício de 2008, serão creditadas restituições para um total de 5.391 contribuintes que declararam imposto a restituir, totalizando um montante de R$13.511.071,97, já atualizados pela taxa selic de 16,08 %, (período de  maio de 2008 a setembro de 2009).

 


Estão contemplados nesse lote de restituição todos os contribuintes de melhor idade que não possuem pendências nas respectivas declarações.

 

O valor estará disponível para saque na rede bancária a partir de 15 de setembro de 2009.

 

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet (www.receita.fazenda.gov.br), ou ligar para o Receitafone 146.

 

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento através do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.


Projeto de inclusão social forma profissionais

postado em 4 de set de 2009 11:22 por Portal OBrasill   [ 4 de set de 2009 11:25 atualizado‎(s)‎ ]


O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), em parceria com a Secretaria de Estado da Justiça, sindicatos patronais e o Tribunal de Justiça, realiza um programa de ressocialização para a população carcerária de Viana. O projeto consiste em oferecer cursos de formação inicial para detentos daquela unidade, e possivelmente em outros municípios do estado, nas áreas da construção civil e indústria metalmecânica.


Na unidade de Viana, a Secretaria da Justiça forneceu os equipamentos dos laboratórios e fez as adequações necessárias. Neste local foi construído o Centro de Formação Profissional de Viana (CEFOP) 01, com capacidade de atender até 120 internos diariamente. O Ifes responsabilizou-se pela parte pedagógica, professor, material de consumo e didático. Os sindicatos patronais ficaram com a empregabilidade dos formandos e outros apoios emergenciais que possam surgir durante o processo de formação. O Tribunal de Justiça ficou por conta do acompanhamento sistemático dos detentos na família, na qualificação e postos de trabalho.



Os cursos do CEFOP 01 foram escolhidos pelos parceiros do programa. A inauguração oficial aconteceu a 15 de dezembro de 2008, mas o centro já funcionava desde 11 de dezembro, capacitando 40 internos com cursos na área da construção civil. Dos 40, 33 receberam os certificados e 20 estão no mercado de trabalho com carteira assinada.


Com essa política de inclusão social, a meta do instituto é diminuir o retorno do preso às unidades carcerárias do estado, contribuindo para a mudança do quadro social do país e conseqüentemente proporcionar uma vida mais digna a esses cidadãos.


Para o sucesso do projeto, o Ifes também investe na política da parceria, que propõe, para o ano de 2009, a inauguração do CEFOP 02, no Município de Cachoeiro de Itapemirim, assim como implementar a formação profissional de 300 detentos ainda no primeiro semestre.



Fonte: portal.mec.gov.br

1-10 of 36