Notícias‎ > ‎

Informações básicas sobre hospedagem de sites

postado em 7 de set de 2011 09:36 por Portal OBrasill


As informações a sequir não destinadas a aqueles(as) que desejam possuir um site com domínio próprio e não possui experiência na área. Ter um site próprio é fundamental para quem quer divulgar o seu negócio e muito útil para quem busca uma fonte de renda extra com a venda de espaço para publicidade. Ler bastante e comparar os serviços das inúmeras empresas de hospedagem é indispensãvel para evitar futuros transtornos. Por isso, visite os sites das empresas, leia o contrato com atenção e tome cuidado para não cair naquelas promoções espetaculares ou então pagar caro por um serviço que poderia ser obtido de forma mais barata e com a mesma qualidade. As opções são muitas, é só pesquisar. Boa sorte e bom trabalho!

Pré-requisitos

Para acessar um site geralmente é necessário um domínio, alguns provedores disponibilizam um subdomínio gratuitamente, mas o ideal é registrar um domínio, o que pode ser feito no http://registro.br para domínios com final .br ou em empresas específicas que registram domínios internacionais. Alguns provedores oferecem também o serviço de registro de domínios.

Há também a possibilidade de registrar um domínio internacional (.com. por exemplo). Para quem deseja utilizar o serviço Google Apps, a Google oferece o serviço de registro de domínio no Enon por US$ 10,00 anuais (uma taxa bem competitiva).


Limites

Os provedores de hospedagem delimitam três recursos principais para cada conta de hospedagem disponibilizada.

Um detalhe importante é que o limite de transferência e armazenamento é medido em Megabyte (MB) ou em Gigabyte (GB), sendo que em alguns provedores a quantia em GB é igual a 1000 MB e não a 1024, deve-se, portanto, verificar o contrato para saber qual a taxa correta.


Transferência mensal

A transferência mensal é medida em MB ou em GB. A transferência mede tanto a quantidade de dados transferido do servidor para os visitantes do site quanto dos visitantes para o servidor de hospedagem. Muitos provedores de hospedagem também contam na taxa de transferência o tráfego de e-mail (SMTP, POP3), FTP, entre outros protocolos. Deve-se observar o contrato para verificar o que é contado em cada caso.

Essa taxa é reiniciada no primeiro segundo de cada mês e geralmente os painéis de controle permitem obter um extrato de quanto está sendo utilizado para o mês corrente.


Armazenamento em disco

O armazenamento em disco é a quantidade de dados medida em MB que se pode armazenar no disco rígido do servidor. Alguns provedores contam todos os dados armazenados na área de FTP apenas, outros também contam o limite de banco de dados, e-mails e até logs de acesso. A resposta geralmente está no contrato do serviço.

Outra informação a verificar é se 1 GB = 1024 MB ou 1 GB = 1000 MB, muitas vezes isso é definido no contrato. Geralmente as empresas utilizam 1 GB = 1000 MB para facilitar os cálculos.


Quantidade de domínios

O padrão de mercado é um domínio por conta de hospedagem, no entanto, alguns provedores disponibilizam mais de um domínio por conta. A disponibilização de mais de um domínio não significa que poderá ter dois ou mais sites em uma só conta, mas que dois ou mais domínios poderão responder para um mesmo site, um mesmo conteúdo.






Serviços essenciais

Um site tipicamente precisa:


* um servidor para o protocolo HTTP, como o Apache ou o IIS

* serviço de e-mail, com SMTP, POP3 e talvez IMAP

* serviço de DNS para resolução de hostnames em IPs

* serviço de publicação, provavelmente pelo protocolo FTP

* estatísticas gráficas, que são softwares que processam os logs do servidor HTTP. Os mais comuns são o AWStats e o Webalizer


Publicação

Quem contrata a hospedagem de sites deve enviar seu site ao servidor. O envio do site se dá tipicamente através de FTP ou por uma interface web através da qual pode-se efetuar o upload de arquivos tal qual inserir anexos num webmail.

Outras formas de publicação: SSH e Front Page.


Linguagem de programação

Apesar de o padrão de um site na web ser a linguagem HTML, existem outras linguagens que podem pré-processar o HTML e modificá-lo de forma dinâmica.

As linguagens de programação mais comuns para web são PHP, ASP, plataforma ASP.NET, Perl, JSP, Ruby/Ruby on Rails, Python. Através destas linguagens o conteúdo do site pode ser armazenado em um banco de dados.


Bancos de dados

Os banco de dados mais comuns para web são mySQL, Access, PostgreSQL, SQL Server e Firebird. Os bancos de dados devem ser acessados através de uma linguagem de programação.


Serviço de e-mail

O serviço de e-mail é composto por um protocolo de recebimento e envio de e-mails entre servidores de e-mail, o protocolo SMTP e um protocolo de download de e-mails para os usuários, tal qual o POP3 e IMAP. A maioria dos provedores de hospedagem oferecem também uma página para leitura de e-mails através do navegador, ou seja, um Webmail.

Para os usuários do Google Apps, a página de leitura de e-mails é a mesma do Gmail, com algumas personalizações.

As caixas postais utilizam o formato email@seudominio.com.br, sendo que cada provedor de hospedagem oferece planos com uma quantia de caixas postais, alguns com um número ilimitado de e-mails. Alguns provedores delimitam um espaço em disco para cada caixa postal, outros não limitam esse espaço, mas esse espaço conta na quantia global que se pode utilizar de espaço em disco.

No Google Apps o espaço disponível é o mesmo do Gmail (mais de 6,7Gb, crescente) e inicialmente o número de contas disponíveis por domínio é de 200 para os planos gratuitos. Porém pode-se solicitar mais contas.

Um recurso muito interessante de e-mail é o chamado apelido de e-mail ou alias de e-mail, que é um outro endereço pelo qual cada caixa postal também recebe e-mails. Exemplo: você possui a caixa postal email@seudominio.com.br e deseja que os e-mails enviados para outro_email@seudominio.com.br cheguem na caixa postal email@seudominio.com.br. Assim, a caixa postal outro_email@seudominio.com.br é um apelido de e-mail para email@seudominio.com.br. Esse recurso está disponível no Apps.


Gerenciamento da área de hospedagem

O gerenciamento do serviço tipicamente ocorre através de um painel de controle, onde podem ser criados e-mails, alterar senhas e todas as tarefas administrativas necessárias. Existem vários tipos de painéis de controle, sendo os mais comuns o cPanel, o Plesk e o HELM. Alguns provedores de hospedagem, no entanto, possuem um painel de controle próprio, caso do Apps.



Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hospedagem_de_sites. 

Comments