Notícias‎ > ‎

Pós-graduação da Educação vai formar novos pesquisadores em Macaé - Rio de Janeiro

postado em 3 de set de 2009 16:00 por Portal OBrasill

Prestes a completar um mês de funcionamento, o curso de pós-graduação em História Regional oferecida pela Secretaria Municipal de Educação na única faculdade gratuita da região, a FeMASS, busca incentivar a pesquisa e o resgate da história de Macaé e de toda região. As aulas começaram no dia 15 de agosto e acontecem todos os sábados, das 8h às 17h, na Cidade Universitária, com término programado para dezembro de 2010. O objetivo é formar e especializar profissionais para atuar como professores e pesquisadores em História Regional e áreas afins, proporcionando qualificação e aprofundamento teórico-prático diante da proposta de resgatar a história do município e de toda região.
Para a professora Paula Gil, nascida em Macaé, à pós-graduação veio como uma retificação há muito esperada. "Na minha formação não havia algo assim e agora pretendo aplicar o que aprendi aqui em sala de aula para meus alunos", conta Paula que acredita que o curso vai suprir as demandas para resgate da identidade de Macaé.

O professor de história, Marlos Tadeu Dias Regis, aproveita o curso para aprimorar o seu trabalho de pesquisa sobre a história de Macaé. Ele acredita que a pós-graduação vai dar subsídios para melhorar a qualidade do material que já vem pesquisando sobre a vida de Generino Teotônio de Luna, um dos principais responsáveis pelo surgimento do bairro Virgem Santa e um grande nome da história de Macaé que chegou a correr o risco de cair no esquecimento. "Generino enfrentou os grandes proprietários de terras da região, criando boas condições de vida para os lavradores nos anos 50 e 60. Incentivou a agricultura local e chegou a ficar foragido durante o golpe de 64, até ser preso pelos militares. É um nome importante e sua história tem que ser divulgada", afirma.
Segundo o superintendente acadêmico da Funemac, Meynardo Rocha, a implementação do curso de forma gratuita foi uma proposta da vice-prefeita e secretária de Educação, Marilena Garcia. "A meta é resgatar a identidade cultural de Macaé de maneira democrática, ou seja, incentivando o surgimento de novos pesquisadores e de novos trabalhos de pesquisa", explica Meynardo.
Para Marilena Garcia, o curso de Especialização em História Regional foi implementado em um momento em que é necessário resgatar as raízes da história de Macaé. "A situação histórica social de Macaé está descaracterizada. É necessário um resgate da história para que as pessoas se sintam verdadeiramente macaenses", declara.

Fonte: funemac.edu.br


Comments